Scientific collaboration analysis of Brazilian postgraduate programs in information science

Main Article Content

Thais da Silva Justino
Roniberto Morato do Amaral
Leandro Innocentini Lopes de Faria
Aline Grasiele Cardoso de Brito

Abstract

Due to the growing interest in metric studies on the scientific collaboration of national postgraduate studies, together with the theoretical and applied bases of Information Science supported by metric studies of information, it became relevant to identify how scientific collaborations occur in postgraduate programs in Information Science. The research method included the use of bibliometrics and social network analysis as an information analysis technique. The sample involved 519 articles from 421 permanent professors working in 27 Postgraduate Programs (PP), from 2013 to 2018. The results achieved included the elaboration of a set of indicators that denote scientific collaboration activities; In short, interpersonal relations networks are relevant to the internationalization of the Information Science area, and internationalization is fundamental for the development of programs. It was concluded that the results achieved can contribute to the improvement of the PPG and the National Postgraduate System, by maximizing the understanding of collaboration in Information Science.

Downloads

Download data is not yet available.

Article Details

How to Cite
Justino, T. da S., do Amaral, R. M., de Faria, L. I. L., & de Brito, A. G. C. (2021). Scientific collaboration analysis of Brazilian postgraduate programs in information science. AWARI, 2(1), 1-14. https://doi.org/10.47909/awari.85
Section
Original article

References

Amaral, R. M., Quoniam, L., Faria, L. I. L., Leiva, D. R., Milanez, D. H., & Fioroni, J. (2017). Ultrapassando as barreiras de conversão e tratamento de dados: indicadores de produção científica dos programas de pós-graduação em engenharia de materiais e metalúrgica. Questão, 23(1), 228-253. https://doi.org/10.19132/1808-5245231.228-253.

Andrade, M. E. A., & Oliveira, M. (2011). A ciência da informação no Brasil. In M. Oliveira (Ed.), Ciência da informação e biblioteconomia: novos conteúdos e espaço de atuação (pp. 45-60). Belo Horizonte: Editora UFMG.

Balancieri, R. (2004). Análise de redes de pesquisa em uma plataforma de gestão em ciência e tecnologia: uma aplicação à Plataforma Lattes [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

Balancieri, R., Bovo, A. B., Kern, V. M., Pacheco, R. C. S., & Barcia, R. M. (2005). A análise de redes de colaboração científica sob as novas tecnologias de informação e comunicação: um estudo na plataforma lattes. Ciência da Informação, 34(1), 64-77. https://doi.org/10.1590/S0100-19652005000100008.

Bassoli, M. (2017). Avaliação do currículo lattes como fonte de informação para construção de indicadores: o caso da UFSCar [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Bordin, A. S., Gonçalves, A. L., & Todesco, J. (2014). Redes sociais na produção científica dos programas de pós-graduação de ciências contábeis do Brasil. Perspectivas em Ciência da Informação, 19(2), 47-66.

Brasil, Ministério da Educação, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES. (2016a). Países. Brasília: CAPES.

Brasil, Ministério da Educação, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES. (2016b). Documento de área: ciências sociais aplicadas 1. Brasília: Ministério da Educação.

Brito, A. G. C. (2016). Sistemática para mapear áreas do conhecimento da ciência brasileira: o caso da nanotecnologia [Tese de doutorado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Campos, J. N. B. (2010). Qualis periódicos: conceitos e práticas nas engenharias I. Revista Brasileira de Pós-Graduação, 7(14), 477-503.

Centro de Gestão e Estudos Estratégicos – CGEE (2018). I Seminário de Avaliação de Políticas de CT&I: Expolattes. Brasília: CGEE.

Chanchetti, L. F. (2014). Cientometria aplicada a materiais para armazenamento de hidrogênio [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Corrêa, T. S. (2017). A produção técnica na Universidade Federal de São Carlos: identificação para comunicação no repositório institucional [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Digiampietri, L. A., Mugnaini, R., Mena-Chalco, J., Delgado, K., & Pérez-Alcázar, J. (2014). Análise da atualização dos currículos lattes: uma análise macro sobre as datas das últimas atualizações dos currículos lattes. In Anais do IV Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria. Recife: EBBC.

Dyachenko, E. L. (2014). Internationalization of academic journals: is there still a gap between social and natural sciences? Scientometrics, 101(1), 241-255.

Fagá, I. T. (2016). A relação entre produção científica e avaliação da CAPES: um estudo cientométrico através da ferramenta ScriptSucupira [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP. (2018). Relatório de atividades FAPESP 2017. São Paulo: FAPESP.

Gil, A. C. (1999). Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas.

Guimarães, J. A. C., Sales, R., & Grácio, M. C. C. (2012). A dimensão interdisciplinar da análise documental nos contextos brasileiro e espanhol no âmbito da organização do conhecimento. DataGramaZero: Revista de Ciência da Informação, 13(6), 1-12. http://www.brapci.inf.br/index.php/res/download/45874

Guimarães, V. A. L. (2012). A comunidade científica da UFSCar e a comunicação da ciência: um estudo sobre o significado dos eventos científicos [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Haddad, E. A., Mena-Chalco, J. P., & Sidone, O. (2017). Produção científica e redes de colaboração dos docentes vinculados aos programas de pós-graduação em economia no brasil. Estudos Econômicos, 47(4), 617-679.

Katerndahl, D. (2012). Evolution of the research collaboration network in a productive department. Journal of Evaluation in Clinical Practice, 18(1), 195-201.

Katz, J. S., & Martin, B. R. (1997). What is research collaboration? Research Policy, 26(1), 1-18. http://dx.doi.org/10.1016/S0048-7333(96)00917-1.

Lança, T. A., Amaral, R. M., & Gracioso, L. S. (2018). Multi e interdisciplinaridade nos programas de pós-graduação em ciência da informação brasileiros. Perspectivas em Ciência da Informação, 23(4), 150-183. http://dx.doi.org/10.1590/1981-5344/3608.

Lima, M. Y. (2011). Coautoria na produção científica do PPGGEO/UFRGS: uma análise de redes sociais. Ciência da Informação, 40(1), 38-51.

Lopes, J. R. (2014). Monitoramento dos avanços tecnológicos provenientes da academia [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Maciel, R. S., Faria, L. I. L., Amaral, R. M., & Milanez, D. H. (2017). A plataforma lattes como recurso estratégico para a gestão dos programas de pós-graduação. In Anais do XVIII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. Marília: UNESP.

Maia, M. F. S., & Caregnato, S. E. (2008). Co-autoria como indicador de redes de colaboração científica. Perspectivas em Ciência da Informação, 13(2), 18-31.

Matias, M. S. O. (2015). Base referencial para o povoamento de repositórios institucionais: coleta automatizada de metadados da Plataforma Lattes [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos.

Mena-Chalco, J. P., & Cesar, R. M., Jr. (2009). Scriptlattes: an open-source knowledge extraction system from the Lattes Platform. Journal of the Brazilian Computer Society, 15(4), 31-39.

Milanez, D. H. (2011). Nanotecnologia: indicadores tecnológicos sobre os avanços em materiais a partir da análise de documentos de patentes [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Milanez, D. H. (2015). Elaboração de indicadores de Ciência e Tecnologia para o monitoramento de avanços tecnológicos em nanocelulose [Tese de doutorado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Milanez, D. H., Conserva, A. C. A., Amaral, R. M., Faria, L. I. L., & Gregolin, J. A. R. (2014). Análise de bases de dados e termos de busca para estudos bibliométricos e monitoramento científico em nanocelulose. Revista da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS, 20(3), 115-132.

Moritz, G. O., Pereira, M. F., Moritz, M. O., & Maccari, E. A. (2013). A pós-graduação brasileira: evolução e principais desafios no ambiente de cenário prospectivos. Future Studies Research Journal, 5(2), 3-34.

Nascimento, S., & Beuren, I. M. (2011). Redes sociais na produção científica dos Programas de Pós-graduação de ciências contábeis do Brasil. Revista de Administração Contemporênea, 15(1), 47-66.

Nogueira, E. C. T., & Silva, H. A. (2017). Colaboração científica na ciência da informação: uma análise dos periódicos “Em Questão” e “Informação & Informação”. Biblionline, 13(3), 55-66. http://dx.doi.org/10.22478/ufpb.1809-4775.2017v13n3.35208.

Ramos, M. Y. (2018). Internacionalização da pós-graduação no Brasil: lógica e mecanismos. Educação e Pesquisa, 44. http://dx.doi.org/10.1590/S1517-9702201706161579.

Reis, J. E., Camargo, R. C., Sarvo, D. O., & Amaral, R. M. (2019). Indicadores da produção científica a partir de controle de autoridade: o caso UFSCar. In Anais do XX Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. Brasília: ANCIB.

Rocha, E. S. S. (2010). Percepção dos docentes e doutorandos dos programas de pós-graduação em engenharia da Universidade Federal de São Carlos sobre indicadores de produção científica [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Rosas, F. S. (2018). Indicadores de impacto nos Programas de Pós-graduação brasileiros: uma aplicação na área de Zootecnia [Tese de doutorado]. Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Marília.

Santos, M. P. (2014). Estudo da produção e divulgação científica do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Silva, A. B. O., Matheus, R. F., Parreiras, F. S., & Parreiras, T. A. S. (2006). Estudo da rede de co-autoria e da interdisciplinaridade na produção científica com base nos métodos de análise de redes sociais: avaliação do caso do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação - PPGCI/UFMG. Encontros Bibli: Revista Eletrônica de Biblioteconomia e Ciência da Informação, 11(1), 179-194.

Silva, F. F. (2018). Redes de colaboração científica nos cursos de graduação em Biblioteconomia no Estado de São Paulo: interseções entre graduação e pós-graduação [Dissertação de mestrado]. Universidade de São Paulo, São Paulo.

Universidade Estadual Paulista – UNESP. Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação – PPGCI. (2018). Relatório de conferência de proposta. Brasília.

Vanz, S. (2009). As redes de colaboração científica no Brasil: 2004-2006 [Tese de doutorado]. Universidade Federal do Rio Grande Sul, Porto Alegre.

Vanz, S. A. S., & Stumpf, I. R. C. (2010). Procedimentos e ferramentas aplicados aos estudos bibliométricos. The Information Society, 20(2), 67-75.

Vidotti, M. V. (2016). Caracterização e discussão da produção científica de uma instituição de ensino superior privada [Dissertação de mestrado]. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos.

Weisz, J., & Roco, M. C. (1996). Redes de pesquisa e educação em engenharia nas Américas. Rio de Janeiro: FINEP.